Filosofias de um sábado à tarde...

Sábado de estudos entre os textos “História da Ética”, de Michele Campos, Livro “Ética”, de Adolfo Vasquez e “Noção de Justiça a partir da ética em Sócrates, Platão e Aristóteles”, de Aderlan Crespo, meu professor. Compartilho resumidamente com os que sempre pensam como pode ser um mundo melhor. Para Sócrates, a ética estava vinculada ao que se tinha definido como bom ou bondade. Se a pessoa soubesse o que era bom realizaria suas ações baseadas neste conhecimento. Consequentemente, a ausência deste conhecimento possibilitaria uma ação não ética. Assim, todos nós somos capazes de ser éticos, bastando para tal que conheçamos a bondade. Interessante, né?
 
No entender de Platão, seria necessário construir uma cidade perfeita, na qual os seres humanos mais sábios seriam os detentores do poder e os guardiães, e os demais deveriam seguir suas regras. Assim, na visão dele, seria possível definir uma sociedade justa, na qual uns são dominantes e outros dominados. Aristóteles defendia um pensamento muito bacana, que a lei deveria determinar o justo, mas a lei devia ser resultado das características e desejo do povo.
 

E, eis que chega Baruch Espinoza com a seguinte pérola com a qual concordo:  “o homem que é guiado pela razão é mais livre no Estado onde vive segundo as leis comuns do que na solidão onde só obedece a si mesmo”. Kant dizia que a moral era determinada pela razão e as condutas deveriam seguir uma regra, um imperativo categórico, a partir do qual todos estivessem condicionados. Segundo ele, se nos deixarmos levar por nossos impulsos, desejos e paixôes não teremos autonomia ética... não podemos ser escravos do desejo. Para isso devemos agir de maneira que nossas atitudes se tornem universais. E é assim que procuro fazer, agindo com os outros do jeito que gostaria que fizessem comigo. Assim, a moralidade de um ato não deve ser julgada por suas consequencias, mas apenas por sua motivação.

  • Cristo redentor é eleito uma maravilha do mundo moderno com 800 mil votos, o terceiro mais votado.
  • Mais de 130 juízes eleitorais treinados.
  • Mensuração de resultados em Marketing: Esplendores do Vaticano, O Mágico de Oz, Tudo por Um Por Star, Kirov, O Rei Leão, Débora Colker, Barbaridade e vários outros.
  • Seis livros escritos para clientes.
  • A Árvore de Natal da Bradesco Seguros, a maior árvore de Natal flutuante do mundo, passa a ser notícia no mundo.