Campanha um carro a menos na rua

Pensando aqui, depois da primeira comunhão do Henrique e antes de começar a estudar novamente para a prova de Direito Civil na faculdade na segunda, a quantidade de horas que perdi no trânsito ontem. 15 min+ 1h+ 30min+ 30 min+ 1h+ 1h+ 1H= 5h15 (Jardim Botânico- Ipanema- Centro- Jardim Botânico- São Conrado- Gávea- Ipanema- Jardim Botânico). E as pessoas ainda nem começaram as compras de Natal... Depois vão falar que a culpa é do Natal...Sugestão para os donos de empresa, chefes e demais líderes: enquanto estivermos com obras pela cidade inteira, cobrem produtividade de seus funcionários e não presença física. Muitos não conseguem trabalhar em casa porque são médicos, precisam operar e esta é uma atividade que não pode ser feito à distância, muitos têm filhos pequeno em casa e tampouco têm condições de se concentrar, mas diversos trabalhos hoje são feitos por email e telefone, inúmeros podem ser resolvidos em uma reunião via skype e outros tantos são trabalhos intelectuais, de redação, planejamento, etc. Assim, se cada um conseguir reduzir suas atividades de deslocamento pela metade, em muito estará fazendo a sua parte para melhorar a qualidade de vida em nossa cidade. Já faço tudo o que posso de bicicleta, mas agora tive mais esta ideia. Começa aqui esta campanha de comunicação para sensibilizar os diretores de empresa.

Um contador de histórias

 

 
abel gomes

Passei três horas deste domingo de eleições presidenciais ouvindo deliciosos causos do cenógrafo Abel Gomes. "Nossa princesinha está flutuando, fazendo 15 anos", disse no Restaurante Arab da Lagoa, referindo-se à Árvore de Natal da Bradesco Seguros, onde começo a trabalhar pela sexta vez para o maior grupo segurador da América Latina como responsável pela comunicação. Além de vários detalhes de sua criação deste ano, que serão reveladas em entrevista coletiva à imprensa no dia 10, o líder de 200 funcionários na P&G e dono da SR Promoções Culturais contou histórias de quando não deixou o Dr. Roberto Marinho ver seu cenário de casamento, de quando constatou que o papa João Paulo II sabia português e várias outras dos 40 anos de paixão pela profissão. "Gosto de surpreender o ser humano".  Eu também, Abel.

Some extra tips about Ilha do Mel

As this blog is about learnings, I must share that the newspaper, O Globo, published a very interesting article about Ilha do Mel, situated off the coast of the State of Paraná. Since I have been going there for 24 years now, I would like to add some information to the article, which you will find at http://oglobo.globo.com/viagem/mat/2010/05/12/ilha-do-mel-quer-atrair-mais-casais-familias-para-aproveitar-sua-tranquilidade-a-natureza-916562129.asp

To go to Ilha do Mel and not to visit Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres is like coming to Rio de Janeiro and not seeing the Sugar Loaf or the statue of Christ the Redeemer. It’s like going to Paris and not visiting the Eiffel Tower. The fortress at Ilha do Mel was built between 1767 and 1779, and visitation is free of charge. I have been to 18 states in Brazil and have never seen a fortress right on the beach. The ones in Niteroi, for example, are erected on the rock bed, not on the sand.

For those who like sports, Ilha do Mel offers surfing schools. Here, I recommend having classes at the inn Astral da Ilha http://www.astraldailha.com.br/pousada.html. I had Tissot for teacher. He specializes in huge waves, but now he also owns this charming four room hotel with its delicious restaurant and no longer has time to teach. His surfing boards, however, are prepared for beginners, who must float on them along with their instructors. After class I suggest the best coconut batida on the island. It comes frozen and in a big glass. Hmmm.

The article in O Globo didn’t mention one great thing to do: hiring a trawler from Pichete Valentin, a native of the island and who belongs to one of its most traditional families. He can be found at http://www.pousadadasmeninas.com.br/br. Ask him to take you to Ilha das Peças, Ilha das Palmas, Superagui and Guaraqueçaba. There you will find many delightful sights. If you are lucky you will even get to see some dolphins. There are also several small restaurants where to eat seafood such as deliciously fresh oysters. Marisol is one that is definitely a must. It is Owned by Xila, Pichete’s sister, and her brother, André works there daily. You will find it on the way to Praia de Fora, at a square named after Pichete and Xila’s father, Felipe Valentim.

Go bicycle riding worry-free. Climb the Sabão and Joaquina hills. There are many unforgettable things to do at Ilha do Mel. If you prefer comfort, http://www.grajagan.com.br is the best option. Zeco and Uana, the owners, thought out each detail carefully. Their plate of shrimps will soon become famous.

O que acrescentamos

"O homem conhece o mundo, não pelo que ele subtrai, mas pelo que ele lhe acrescenta de si mesmo". Estou aqui estudando um texto de Edgar Morin, respirando da idealização do projeto do livro "Cartas a um Jovem Relações- Públicas", de Lalá Aranha, lançado ontem no Rio e no dia 12 de maio, em São Paulo. Levemos este "mantra" para as comunicações de nossas empresas, buscando sempre ideias que não existam para que questionemo-nos com uma angústia saudável e construtiva: "Por que não?" Nós e as companhias existimos para cumprir um papel econômico, social e ambiental, adicionando valores a todo instante.

Mais Artigos...

  • A Árvore de Natal da Bradesco Seguros, a maior árvore de Natal flutuante do mundo, passa a ser notícia no mundo.
  • Mais de 130 juízes eleitorais treinados.
  • Seis livros escritos para clientes.
  • Mensuração de resultados em Marketing: Esplendores do Vaticano, O Mágico de Oz, Tudo por Um Por Star, Kirov, O Rei Leão, Débora Colker, Barbaridade e vários outros.
  • Cristo redentor é eleito uma maravilha do mundo moderno com 800 mil votos, o terceiro mais votado.